Redes Sociais

Últimas

Deltan Dallagnol é punido com censura após criticas a Renan Calheiros

Decisão é do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Marcos Rocha

Publicado

em

Fernando Frazão/Agência Brasil

Por nove votos a um, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu punir com censura o procurador da República e ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba/PR, Deltan Dallagnol.

Dentro do conselho, a penalidade de censura é a segunda mais grave e atrasa a progressão na carreira. A reprimenda também serve de agravante para outros processos no órgão.

Os procuradores do MP também podem ser punidos com advertência, suspensão, demissão ou cassação da aposentadoria.

ENTENDA O CASO

Dallagnol foi acusado de tentar interferir na eleição à Presidência do Senado Federal em 2019.

Na ocasião, ele utilizou as redes sociais para afirmar que a pauta anticorrupção seria impedida de avançar caso Renan Calheiros (MDB-AL) fosse eleito presidente da Casa.

A denúncia ao órgão foi feita pelo próprio Renan, porém o julgamento havia sido suspenso pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na última sexta-feira (4), a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), o ministro Gilmar Mendes, também do STF, revogou a decisão do decano e autorizou a retomada do caso.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites