Redes Sociais

Japão

Coronavírus: Japão está considerando declarar estado de emergência

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Akio Kon | Bloomberg | Getty Images

O governo japonês pode considerar declarar ‘estado de emergência’ devido ao número crescente de infecções por coronavírus. O Parlamento japonês analisará na próxima semana uma proposta que dê às autoridades mais recursos para combater a propagação do vírus.

Atualmente, o Japão tem mais de 1.000 casos, dos quais três quartos vêm direta ou indiretamente do navio de cruzeiro infectado Diamond Princess. 12 pessoas morreram, metade das quais veio desse navio. Atualmente, 59 pacientes estão em hospitais de terapia intensiva no Japão, mas a maioria dos outros pacientes apresenta apenas sintomas leves, de acordo com o Ministério da Saúde do Japão.

O navio de cruzeiro parece ter sido a principal fonte de contaminação para o Japão.

O objetivo da emenda à lei é restringir rigorosamente a lei existente (que data de 2009 e foi introduzida por causa do vírus da gripe aviária), explicou o primeiro-ministro Abe. Na prática, significa, entre outras coisas, que o governo, mas também os governadores das províncias afetadas, podem convocar os cidadãos para ficar em casa, que as escolas podem ser fechadas indefinidamente e que os serviços públicos podem ser restritos a locais onde muitas pessoas se reúnem.

“Jogos Olímpicos continuam”

Um porta-voz do governo disse que os preparativos para os Jogos Olímpicos “continuarão como planejado”.

Os Jogos Olímpicos começam este ano em 24 de julho, em Tóquio.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também está discutindo o assunto com o Comitê Olímpico Internacional (COI). Este último permanece otimista e aconselha os atletas a “continuar treinando duro” por enquanto.

Até o momento, há 40 casos de infecção na metrópole de Tóquio.

O Premier Abe pediu aos organizadores de várias grandes competições e concertos esportivos que adiassem seus eventos.

Festivais das Flores

Os famosos espetáculos públicos em torno da celebração tradicional das flores de cerejeira foram cancelados. Para esse fim, cerca de 3 milhões de japoneses se reúnem toda primavera no Japão.

O risco de contaminação é considerado muito alto. Metade das pessoas com ingresso para os festivais de flores da primavera já cancelou sua vinda, relatou um organizador.

O popular torneio nacional de basquete para estudantes continuará, mas sem uma audiência. Bem como um grande torneio de sumô.

A nova lei permitirá ao governo forçar o cancelamento de todos os tipos de eventos, informou a mídia japonesa.

Enquanto isso, o governo japonês destinou 263,1 bilhões de Ienes japoneses (11,3 bilhões de reais) para apoiar as empresas afetadas pelo vírus porque, por exemplo, elas não recebem mais peças da China.

Há um grande temor de que o vírus leve a uma recessão econômica.

 

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites