Redes Sociais

Coronavírus

Coronavírus: Coquetel de hidroxicloroquina, sulfato de zinco e azitromicina está mostrando resultados fenomenais com 900 pacientes curados em Nova York

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Dr. Vladimir Zelenko

Nas últimas três semanas, o médico de família Dr. Vladimir Zelenko tem feito um excelente trabalho no tratamento de pacientes com COVID-19 em Nova York, informou o site TechStartups.

Zelenko tratou 900 pacientes com coronavírus chinês com 99,9% de sucesso usando a hidroxicloroquina, 1 paciente ambulatorial morreu após não seguir o protocolo.

Enquanto isso, mais médicos estão obtendo sucesso com hidroxicloroquina e sulfato de zinco no tratamento de pacientes com o vírus chinês, de acordo com um relatório da ABC News. 12 médicos franceses também entraram com uma petição pedindo ao Primeiro Ministro e Ministro da Saúde francês para disponibilizar urgentemente a hidroxicloroquina em todas as farmácias hospitalares francesas.

O Dr. Zelenko trouxe novas e encorajadoras atualizações sobre o tratamento . Em um vídeo de uma hora (neste link e em Inglês), ele fornece uma explicação médica detalhada sobre por que seu coquetel de sulfato de hidroxicloroquina, zinco e azitromicina funciona e por que a combinação dos três medicamentos é realmente necessária para matar o coronavírus chinês.

Tratamento preventivo

Ao contrário do método convencional de admissão de pacientes nos hospitais, a abordagem do Dr. Zelenko é fornecer tratamento aos pacientes antes que a situação piore, para que eles não precisem ser internados no hospital.

Sua abordagem tem sido tão eficaz a ponto de tratar 900 pacientes com coronavírus com uma taxa de 99,99%. Sua abordagem é fornecer tratamento às pessoas para que elas não precisem ser colocadas em ventiladores. Seu regime de tratamento ambulatorial, que custa apenas US $ 12, é o seguinte:

  1. Hidroxicloroquina 200mg duas vezes ao dia por 5 dias.
  2. Azitromicina 500 mg uma vez ao dia por 5 dias.
  3. Sulfato de zinco 220mg uma vez ao dia por 5 dias.

Em uma carta aberta a profissionais médicos de todo o mundo, o Dr. Zelenko disse o seguinte:

“A lógica do meu plano de tratamento é a seguinte. Combinei os dados disponíveis na China e na Coréia do Sul com o estudo recém publicado na França. Sabemos que a hidroxicloroquina ajuda o zinco a entrar na célula. Sabemos que o zinco retarda a replicação viral dentro da célula. Quanto ao uso da azitromicina, eu postulo que evita infecções bacterianas secundárias. Esses três medicamentos são bem conhecidos e geralmente bem tolerados, portanto, o risco para o paciente é baixo.”

Neste novo vídeo, o Dr. Zelenko explicou que a hidroxicloroquina ajuda o zinco a penetrar na célula (o zinco desacelera a replicação viral na célula). Ele afirmou que a azitromicina combate infecções secundárias.

Zelenko está surpreso que muitos outros médicos operem com uma “mentalidade de tempo de paz”. Em vez disso, ele pede bravura e ajuste de mentalidade.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »
alan correa criação de sites