Redes Sociais

Últimas

Comunicado do Sargento Fahur

Após ameaças de morte, o colunista do Conexão Política reforça seus posicionamentos.

Sargento Fahur

Publicado

em

Comunicado do Sargento Fahur 20
Divulgação | Conexão Política

Olá, meus amigos e amigas das redes sociais.

Tenho me manifestado de forma um tanto quanto radical e intransigente contra bandidos e contra toda a criminalidade.

Porém, sempre gosto mostrar que não sou o dono da verdade e tampouco tenho a intenção de ser.

Mas a verdade é que já faz muito tempo que tenho esse tipo de postura e hoje em dia as redes sociais propiciam que essa postura se torne pública.

Entrei para as fileiras da Polícia Militar ainda jovem, e por longos anos servi nessa corporação, sempre na linha frente, combatendo a criminalidade.

Eu, Gilson Fahur, conheci a maldade humana.

Vi crimes inexplicáveis, covardes, nojentos, asquerosos.

Infelizmente já encontrei crianças mortas em meio a canaviais, rios, e em terrenos baldios.

Já prendi assassinos que antes haviam estuprado suas vítimas e muitas vezes essas vítimas eram crianças.

Atendi todo tipo de crime, e isso me fez sem dúvidas uma pessoa que não tolera criminosos.

Lógico que nem todos os que estão na criminalidade, cometem esses tipos de crimes, pois cada um tem a sua particularidade, “os seus motivos”; mas a verdade é que de uma maneira mais, ou menos intensa, todos causam mal a sociedade.

Esse final de semana fui ameaçado por um homem, através de um vídeo que ele postou nas redes sociais, em que jurava minha morte e se engrandecia como bandidão.

Se ele é drogado, bunda suja ou sei lá o quê, eu não posso dizer, pois não conheço a vida pregressa dele.
Mas com certeza é um criminoso, pois um dia depois foi preso por força de uma mandado de prisão em seu desfavor.

m amigo postou a foto dele no camburão da viatura e logo apareceram uns mimizentos dizendo que ‘esse homem é digno de pena, pois ele é usuário de drogas e blá blá blá’.

Pois é. Mas quando um desgraçado desses invade uma casa, mata, rouba e estupra, daí é a Polícia que não presta, são as leis que não prestam e etc.

E quando esses indivíduos estão dentro de um camburão e pedem desculpas, daí são coitadinhos.

Eu tenho plena convicção de que devemos investir na educação, dar condições de vida digna para nossas crianças, para nosso povo, para que no futuro tenhamos menos bandidos.

Contudo, a verdade é que enquanto isso, para esses bandidos que já nos infernizam e perambulam por aí ou mesmo de dentro das cadeias cometem crimes, ordenando mortes, chefiando facções criminosas, entre outros, a solução é cadeia ou cemitério.

O que não podemos é permitir que quem trabalha, estuda, produz e paga pesados impostos, seja infernizado por quem não quer nada com nada, e só entope o rabo de drogas e comete crimes.

Quando vejo pessoas defendendo drogados e criminosos, dizendo que essas pessoas não precisam de cadeia e sim de tratamento, me dá uma vontade desgraçada de falar para levarem esses lixos para casa e cuidar, já que estão defendendo.

Em Rolândia, um pai matou e enterrou a filha de 11 anos, e o corpo da garotinha aparenta sinais de tortura.

Aí eu tepergunto: o que merece um monstro desses? Criminoso é criminoso e deve ser tratado como tal; dentro do que cada um cometeu, é claro.

Pois para alguns crimes, uns tabefes já resolvia e para outros só a pena de morte para resolver.

Num dia de domingo, minha casa amanheceu sem água, e eu estava saindo cedo para trabalhar, quando fui verificar, o relógio (hidrometro) estava desligado e a torneira do jardim havia sido furtada.

Fui até um comércio próximo para comprar outra, e o vendedor me disse que no final de semana era o dia que mais vendia torneiras, pois os viciados em drogas furtavam as torneiras de bronze para vender como ‘ferro velho’ e conseguir dinheiro para comprar drogas.

Eis um simples crime de furto, que enche o saco.

Então, tá aí.

Pra quem defende vagabundo eu não vou desejar nada de tão ruim, apenas que a sua torneira seja furtada e você demore umas duas horas para descobrir porque sua casa está sem água.

Abraços do Sargento Fahur.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Polícia Militar, ativista social e integrante da Rota Ostensiva Tática Metropolitana. 35 anos correndo atrás de bandidos e traficantes.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites