Redes Sociais

Brasil

Com 14 minutos de matéria e nenhuma prova, Globo acusa apoiadores de Bolsonaro de praticar “fake news”

Tiago Netto

Publicado

em

Reprodução

Em uma reportagem veiculada no “Fantástico” deste último domingo (31), a Globo falou sobre o inquérito inconstitucional das “fake news” que tramita no Supremo Tribunal Federal e citou diversos pontos da investigação.

Durante os 14 minutos da matéria, nenhuma prova ou publicação que mostrasse uma fake news foi apresentada pela reportagem. O discurso se repediu inúmeras vezes, mas sem provas.

Além disso, ao longo do conteúdo, a Globo tentou atribuir práticas que, segundo eles, seriam suspeitas, mas que não caracterizam qualquer prática de crime, como a relação amigável entre o jornalista Allan dos Santos, do portal Terça Livre, e o presidente Jair Bolsonaro.

O senador Flávio Bolsonaro citou a questão em seu Twitter, relembrando que a matéria não passou de acusações sem o menor fundamento.

Na reportagem, a emissora não trouxe qualquer informação nova sobre o fato, e basicamente fez um resumo do que noticiou ao longo de toda a semana, com a participação de comentaristas que apenas endossaram o ponto de vista defendido pela matéria.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites