Redes Sociais

Últimas

Citando Churchill, Arthur Lira diz que é preciso ter consciência de que “nós não somos as instituições”

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Wilson Dias | Agência Brasil

Há pouco, na manhã desta quinta-feira (18), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), usou o Twitter para comentar sobre a atuação das instituições.

A declaração ocorre em meio à recente decisão, unânime, do Supremo Tribunal Federal (STF), que decidiu manter a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), expedida pelo ministro Alexandre de Moraes.

Em uma série de três publicações, Lira iniciou o post dizendo que “todos, na vida pública, somos transitórios”.

“E nosso maior dever, nossa maior missão, é ter a consciência de que nós não somos as instituições”, escreveu.

Em seguida, o parlamentar apontou para a ‘exata compreensão’ da função exercida pelas instituições.

“As instituições são permanentes. As instituições ficarão. Nesse sentido, não haverá nunca crise entre as instituições, sobretudo quando há a exata compreensão de que elas são maiores do que qualquer indivíduo”, continuou.

Por fim, Lira citou Winston Churchill:

“Como na frase célebre de Churchill, a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais.”

Decisão sobre Daniel Silveira

O plenário da Câmara dos Deputados deve decidir nesta quinta-feira (18) se mantém ou revoga a prisão do deputado Daniel Silveira.

Em caso de votação, a sessão exigirá um quórum de pelo menos 257 votantes, equivalente a metade mais um do total de deputados. Se o número não for atingido, o deputado é solto.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.