Redes Sociais

Últimas

Cinco acusados de fraudes na saúde do Rio de Janeiro são presos nesta quinta-feira

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reuters

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil prenderam hoje (23) cinco acusados de fraudes na saúde fluminense.

De acordo com informações do MPRJ, eles fazem parte de uma organização criminosa que atua na organização social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas).

Luis Eduardo da Cruz, acusado de ser administrador oculto da Iabas, está entre os presos. A esposa dele, Simone Amaral da Silva Cruz, o meio-irmão dele, Marcos Duarte da Cruz, Adriane Pereira Reis e o empresário Francesco Favorito Sciammarella Neto também foram presos.

Houve também mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados e de outros fornecedores da OS.

De acordo com o MPRJ, o Iabas foi estabelecido com o “falso argumento de prestar serviços públicos de saúde”, mas, na verdade, era utilizado “para o cometimento de centenas de delitos de peculato e lavagem de dinheiro”.

“Apenas do município do Rio de Janeiro, ente que mais repassou valores à OS, foram desviados mais de R$ 6 milhões a pretexto da execução de serviços de exames laboratoriais, jardinagem nas unidades de saúde, locação de veículos e manutenção predial por quatro fornecedores”, diz a nota do MPRJ.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites