Redes Sociais

Últimas

Chineses são presos em São Paulo com 1,5 milhão de máscaras e 15 mil testes para coronavírus

Quadrilha roubou os equipamentos no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Redação

Publicado

em

Ilustração | Reuters

Dez chineses foram presos neste sábado (11) enquanto tentavam vender equipamentos de combate  para o novo coronavírus.

O material foi roubado na última segunda-feira (6) nas proximidades do aeroporto de Guarulhos.

Segundo a Polícia Civil, a prisão aconteceu em um galpão no bairro do Ipiranga.

Ainda segundo a polícia, o material continha 1,5 milhão de máscaras de proteção e 15 mil testes para detecção do vírus, além de termômetros, utensílios de proteção para médicos e álcool gel.

O grupo pretendia vender tudo por R$ 3 milhões.

Um dos criminosos identificou-se como integrante da Câmara de Comércio Brasil-China. Contudo, por meio de uma nota, a entidade afirmou desconhecer os envolvidos.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites