Redes Sociais

Últimas

Bolsonaro reconhece ‘inadequações curriculares’ e diz que Decotelli ‘está ciente de seu equívoco’

Marcos Rocha

Publicado

em

Agência Câmara

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta última segunda-feira (29) que o novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, está sofrendo um processo de “deslegitimação” no cargo após as divergências sobre o currículo do auxiliar terem vindo a público.

Quando foi anunciado para comandar o Ministério da Educação (MEC), na semana passada, o presidente listou alguns títulos acadêmicos do economista, incluindo um doutorado na Universidade de Rosário, na Argentina, e um pós-doutorado na Universidade de Wuppertal, na Alemanha.

As duas titulações, no entanto, foram negadas pelas universidades. Decotelli, após a repercussão, editou o seu currículo na Plataforma Lattes, corrigindo as informações. 

Em uma postagem nas redes sociais, o chefe do Executivo elogiou o ministro, mas reconheceu que ele errou nas informações prestadas sobre o currículo.

“Desde quando anunciei o nome do Professor Decotelli para o Ministério da Educação só recebi mensagens de trabalho e honradez. Por inadequações curriculares o professor vem enfrentando todas as formas de deslegitimação para o Ministério. O sr. Decotelli não pretende ser um problema para a sua pasta (Governo), bem como, está ciente de seu equívoco. Todos aqueles que conviveram com ele comprovam sua capacidade para construir uma Educação inclusiva e de oportunidades para todos”, escreveu Bolsonaro.

 

Com informações, Agência Brasil.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites