Redes Sociais

Últimas

Assassinatos de trans e travestis caem 24,5% em 2019 no Brasil

O resultado é fruto das medidas adotadas pelo governo Jair Bolsonaro, por meio do ministério da Justiça e Segurança Pública.

Redação

Publicado

em

Marcelo Camargo | Agência Brasil

Dados divulgados pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) mostram que os assassinatos de trans e travestis caíram 24,5% no ano de 2019 em relação a 2018.

As informações são do portal Guia Gay São Paulo.

A matéria destaca que os números são ainda melhores se compararmos os dados atuais em relação a 2017, que representa uma diminuição de 31%.

Em 2017, foram identificadas 179 mortes.

Em 2018, 163 mortes foram registradas no país.

No ano passado, os números despencaram para 123.

Os dados são divulgados anualmente no Dia Nacional da Visibilidade Trans, relatando casos de morte em relatórios de ONGs, associações e de pessoas físicas.

O que isso representa além dos números?

A diminuição de 24,5% no ano de 2019, ano que Jair Bolsonaro assumiu a presidência da República, representa uma desertificação de todas as previsões apocalípticas vendidas pela grande mídia e pela oposição ao governo.

Durante a campanha eleitoral de 2018, foi intensificada a narrativa de que Bolsonaro representaria uma ameaça aos grupos de ‘minorias’, a exemplo dos grupos LGBTs.

Bolsonaro, contudo, assegurou que isso não aconteceria. Além disso, frisou a todo momento que buscaria medidas para combater a violência contra todos os grupos, incluindo o da população LGTB. Bolsonaro também disse que, durante sua gestão, buscaria alternativas para punir quem cometesse crimes reais contra homossexuais.

Brasil encerra 2019 com quase 7 mil homicídios a menos

2019 foi o ano que a criminalidade violenta caiu no país.

Foram registrados menos estupros, furtos e roubos a bancos.

Os dados revelam que o número de homicídios foi o que apresentou a maior queda – 22% a menos que 2018.

Isto quer dizer que quase 7 mil vidas foram preservadas.

Em 2018, mais 30 mil pessoas foram assassinadas. No ano de 2019, o número caiu para 23 mil.

Os dados fazem parte de um balanço do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo o ministro Sergio Moro, a redução da criminalidade no País é uma das principais conquistas da pasta em 2019.

Boa parte da criminalidade violenta nas regiões metropolitanas está vinculada a criminalidade organizada. Então, o enfrentamento mais duro tem impacto na redução igualmente da criminalidade violenta”, disse Moro.

O Ministro também destacou a importância do pacote anticrime, que endurece as punições para crimes hediondos, aumentando as penas e dificultando as progressões de regime.

O texto foi apresentado por Moro e teve a tramitação encerrada em dezembro.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites