Redes Sociais

Últimas

Aras vai ao STF e pede inquérito sobre manifestações de ontem (19)

Marcos Rocha

Publicado

em

Isac Nóbrega - PR

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito para apurar a possível violação da Lei de Segurança Nacional nas manifestações do último domingo (19).

Durante o ato, alguns populares verbalizaram pela intervenção militar e pediram o fechamento do Congresso e do STF.

“O Estado brasileiro admite única ideologia que é a do regime da democracia participativa. Qualquer atentado à democracia afronta a Constituição e a Lei de Segurança Nacional”, afirmou Aras no pedido, conforme nota divulgada no início da tarde pela PGR.

Segundo o texto, o PGR deseja apurar se houve o cometimento de crime por parte de cidadãos ou deputados federais que organizaram as manifestações contra o regime da democracia participativa brasileira. A competência do Supremo se dá devido ao possível envolvimento de parlamentares, justificou Aras.

Atos

Ontem, várias manifestações foram registradas no país. Entre as pautas estavam o pedido de reabertura do comércio e o fim de medidas de isolamento por conta da pandemia do novo coranavírus.

Bolsonaro

Na manhã desta segunda-feira (20), conforme já noticiado pelo Conexão Política, presidente Jair Bolsonaro assegurou defender o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) abertos.

Enquanto conversava com a imprensa e com apoiadores, um homem pediu ao presidente o fechamento do STF, mas foi interrompido por Bolsonaro.

“Ô, ô, ô… sem essa conversa de fechar. Aqui, não tem fechar nada; aqui é democracia, aqui é respeito à Constituição brasileira. Aqui é a minha casa e a tua casa. Então, peço, por favor, que não se fale isso aqui”, afirmou o chefe do Executivo.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites