Redes Sociais

Últimas

Aras pede que Toffoli revogue ordem dada ao BC sobre informações fiscais

Marcos Rocha

Publicado

em

Dida Sampaio

Nesta sexta-feira (15), o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, pediu que o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, revogue a ordem dada ao Banco Central para enviar os relatórios de inteligência financeira produzidos nos últimos três anos pelo antigo COAF.

Na peça processual, Aras defende que o acesso “livre e concentrado a todo e qualquer RIF ou RFFP (relatórios do Coaf e representações fiscais da Receita) a um único destinatário, além de não encontrar previsão na legislação de regência, é medida que contraria as balizas mínimas estabelecidas da Recomendação nº 29 do Gafi – principal órgão internacional de prevenção à lavagem de dinheiro”.

De acordo com o PGR, a decisão de Toffoli é “desproporcional e põe em risco a integridade do sistema de inteligência financeira, podendo afetar o livre exercício de direitos fundamentais”.

Ainda segundo Aras, o STF pode buscar informações que deseja “de forma menos invasiva”, solicitando ou admitindo a “manifestação de pessoas, órgãos ou entidades com interesse na controvérsia”, ou ainda “fixar data para, em audiência pública, ouvir depoimentos de pessoas com experiencia e conhecimento na matéria”.

Ao final do pedido, o PGR pede a revogação da medida ou que a mesma seja substituída por outra “de caráter não invasivo”.

Para o PGR, a decisão de Toffoli é “demasiadamente interventiva, capaz de expor a risco informações privadas relativas a mais de 600 mil pessoas, entre elas indivíduos politicamente expostos e detentores de foro privilegiado”.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites