Redes Sociais

Últimas

Caso Marielle: Aras envia documento ao STF sobre Jair e Carlos Bolsonaro

Procurador-Geral da República afirma que acesso ao sistema de áudios não é indício de crime.

Redação

Publicado

em

Caso Marielle: Aras envia documento ao STF sobre Jair e Carlos Bolsonaro 21
Agência Brasil

O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que rejeite uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro e seu filho vereador, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), em relação às investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco.

O documento enviado por Aras pede que o STF rejeite 2 requerimentos de queixa-crime que foram feitos pelo Partido dos Trabalhadores e também pela Associação Brasileira de Imprensa e pedem que Bolsonaro e Carlos sejam investigados no caso da morte da vereadora.

Para o PGR, a ABI “não trouxe aos autos indícios mínimos da ocorrência de ilícito criminal (…) O fato de um condômino ter o eventual acesso a cópias dos áudios da portaria do local onde reside consiste em mero exercício de direito, na medida em que possui o domínio ou posse – embora não exclusivamente – sobre os bens de uso comum”.

Ainda segundo Aras, os arquivos acessados pelo filho do presidente Jair Bolsonaro eram cópias dos arquivos enviados à polícia.

“O fato de um condômino ter o eventual acesso a cópias dos áudios da portaria do local onde reside consiste em mero exercício de direito, na medida em que possui o domínio ou posse –embora não exclusivamente– sobre os bens de uso comum”, afirma o documento enviado por Aras ao STF.

O ministro Alexandre de Moraes será o responsável por decidir sobre o posicionamento da PGR.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites