Redes Sociais

Análise

Ao vivo na GloboNews, Fernando Gabeira aplica ‘nó’ em Felipe Neto

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução | GloboNews

O youtuber Felipe Neto concedeu entrevista à GloboNews neste último domingo (2) para falar sobre fake news.

Um determinado trecho da conversa, porém, repercutiu nas redes sociais.

Ao citar a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que baniu internacionalmente contas de bolsonaristas, o jornalista Fernando Gabeira questionou se o influenciador não achava ‘estranha’ a determinação do magistrado brasileiro.

Gabeira levantou a hipótese de que um juiz de outro país poderia tomar atitude semelhante contra o próprio youtuber.

“Essa decisão de um ministro de ter o poder de derrubar uma conta em outro país… Alguém das Filipinas poderia vir e derrubar uma conta sua aqui. Você não acha que isso, para um comunicador, é meio estranho?”, perguntou.

Em resposta, Felipe Neto concordou com a análise do jornalista, de que a determinação ‘soa estranha’, mas afirmou que não possui qualificação técnica para comentar a decisão de Moraes.

“Soa estranho. Realmente não parece algo que deveria acontecer em um ambiente normal. Não sei o que motivou a decisão em relação a todos os países do mundo e não tenho especialidade para comentar a decisão técnica dele”, respondeu.

E completou: “A questão do Alexandre de Moraes em específico, eu não entendo o suficiente de lei para poder ter uma opinião técnica. Do ponto de vista moral, ético, enfim… É claro que eu sempre serei defensor da liberdade de expressão. Do ponto de vista da liberdade de expressão, eu adoraria que tivessem sido derrubados conteúdos, e não perfis”.

Após o questionamento, o nome de Gabeira ficou entre os assuntos mais comentados nas redes sociais brasileiras.

O deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), que também é jornalista, compartilhou o trecho da entrevista.

“Um dia esse rapaz vai se arrepender por ter permitido ser usado como bucha de canhão na guerra alheia. A pergunta do Gabeira foi uma dica pra ele perceber isso”, escreveu na legenda.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites