Redes Sociais

Brasil

Amoêdo defende STF e diverge com próprio partido

Tiago Netto

Publicado

em

Michael Melo | Metrópoles

João Amôedo, um dos fundadores do Partido Novo e candidato derrotado à Presidência em 2018, replicou no Twitter um artigo do advogado Eugênio Pacelli, publicado no portal Jota, com o título “Em defesa do STF e dos Tribunais”.

“Não podemos confundir calúnia, difamação e intimidação, feita de forma sistemática, orquestrada e profissional, inclusive com financiamento, com liberdade de expressão. É disso que se trata o inquérito em curso no STF”, comentou Amoêdo em seguida.

Os comentários de Amoêdo divergem das ações de seu próprio partido, que pediu a Edson Fachin para ingressar na ação da Rede Sustentabilidade que visa arquivar o inquérito das “fake news”.

Os deputados do partido avaliam que os ataques feitos nas redes sociais podem ser investigados, mas não por meio do inquérito tocado por Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista do Conexão Política. Brasileiro com muito orgulho e apaixonado por esta nação. Cristão.

alan correa criação de sites