Redes Sociais

Últimas

Amazon admite escutar e analisar conversas privadas e momentos íntimos através do Alexa

A Bloomberg informou que a Amazon tem equipes de pessoas ao redor do mundo encarregadas de transcrever gravações tiradas das residências e escritórios dos usuários da Echo.

Avatar

Publicado

em

Reprodução / Internet

A Amazon admitiu empregar milhares de pessoas em todo o mundo para ouvir conversas privadas através de sua linha de alto-falantes Echo, usando o assistente digital Alexa, e os funcionários estão revelando o que ouviram.

A Bloomberg informou que a Amazon tem equipes de pessoas ao redor do mundo encarregadas de transcrever gravações tiradas das residências e escritórios dos usuários da Echo. Em um turno, os analistas ouvem cerca de 1.000 áudios, o que a empresa diz ser minúsculo, considerando as dezenas de milhões de pessoas que possuem os sistemas.

Um porta-voz da empresa explicou: “Anotamos apenas uma amostra extremamente pequena de gravações de voz do Alexa para melhorar a experiência do cliente. Por exemplo, essas informações nos ajudam a treinar nosso sistema de reconhecimento de fala e compreensão de linguagem natural, para que o Alexa possa entender melhor suas solicitações e garantir que o serviço funcione bem para todos”.

O Daily Mail observou que “algumas preocupações foram levantadas por algumas pessoas no passado de que os sistemas de alto-falantes inteligentes poderiam ser usados ​​para ouvir conversas de usuários, muitas vezes com o objetivo de direcionar os usuários à publicidade”. Mas os analistas estão ouvindo muito mais do que apenas os interesses dos clientes.

De acordo com o Mail, os trabalhadores da Amazon admitiram ter ouvido pessoas cantando no chuveiro, discutindo detalhes de contas bancárias e até conversas íntimas. Os funcionários também ativaram o alarme ao ouvir situações angustiantes como uma criança pedindo ajuda e casos em que um ataque sexual poderia ter ocorrido.

É apenas uma questão de tempo, dizem os especialistas, antes que a aplicação da lei receba acesso para ouvir o que a Alexa também ouve.

O consultor de segurança Robert Graham disse ao Gizmodo há alguns anos: “É provável que leis sejam aprovadas para permitir que a polícia ative remotamente esses dispositivos e escute os suspeitos, como descrito no livro ‘1984’.”

Com informações de The Blaze.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites
2r1cl5phksggddln