Redes Sociais

Últimas

Ainda na Globo, Aguinaldo Silva chegou a defender Damares Alves; confira

O autor deixa a Globo após mais de 40 anos na emissora.

Redação

Publicado

em

Reprodução | Internet

A frase “menino veste azul e menina veste rosa”, dita pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, no ano passado, provocou forte repercussão na imprensa nacional e internacional.

Grupos feministas e LGBT se uniram para realizar uma série de boicotes contra a ministra.

Entre as críticas, a ministra também recebeu apoios.

Um dos mais ilustres apoio partiu do escritor e autor de novelas da Rede Globo Aguinaldo Silva, que conforme noticiado pelo Conexão Política nesta quinta-feira (2), foi demitido da emissora dos Marinhos.

Na polêmica envolvendo Damares, Silva criticou a imagem errônea que muitos tentaram passar da pastora.

Venderam a Ministra Damares como uma espécie de ‘maluquete xiita’; e ontem ela provou que na verdade é outra coisa: uma mulher conservadora, sim. Mas sensata, convencida do que diz, preparadíssima e disposta a fortalecer os vínculos na célula mater da sociedade que é: a família”, publicou Silva no Twitter.

Num julgamento sumário feito pelo tribunal da internet, Aguinaldo foi “cancelado” pela militância.

Na época, informações internas asseguraram que a declaração do global contrariou a alta cúpula da emissora.

O último trabalho do dramaturgo na emissora foi O Sétimo Guardião (exibida entre 2018 e 2019).

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

alan correa criação de sites