Redes Sociais

Últimas

Os disparos de Bolsonaro

Marcos Rocha

Publicado

em

Os disparos de Bolsonaro 16
Reprodução | TV Senado

O presidente da Yacows, em depoimento à CPMI das Fake News nesta quarta-feira (19), afirmou que, ao contratar o serviço de disparo via WhatsApp, a empresa AM4, responsável pela campanha de Jair Bolsonaro, forneceu os números de celular para onde deveriam ser enviadas as mensagens.

“Desconheço o conteúdo das mensagens. Eles que forneceram [o banco de dados com números], desconheço de onde obtiveram. [Foram] 900 destinatários, ou seja, 900 números de telefones, 900 pessoas”, declarou.

Para Lindolfo Neto, o número é “insignificante”, tendo em vista que a campanha contratou um plano de 20 mil envios, mas só utilizou 900 do pacote.

“Concordo que é insignificante o número, pode ser que o número seja um pouquinho para mais, um pouquinho para menos, mas de fato, o que aconteceu é: eles compraram apenas a possibilidade de executar 20 mil envios”.

Ainda em seu depoimento, o empresário informou que a campanha de Fernando Haddad contratou a sua empresa para mais de 500 mil disparos.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Residente e natural de Campo Grande (MS), editor-chefe do Conexão Política e estudante de Ciências Jurídicas.

Parceiros

alan correa criação de sites