Redes Sociais

Colunistas

Tratamento com hidroxicloroquina associada com antibiótico cura pacientes em estudo, afirma jornal

Guilherme L. Campos

Publicado

em

Somente médicos podem indicar o tratamento mais adequado, o medicamento citado ainda está em testes.

Um medicamento desenvolvido há mais de meio século para tratar a malária está mostrando sinais de que também pode ajudar a curar pacientes acometidos do COVID-19 – especialmente quando combinado com um antibiótico, revela um novo e promissor estudo, segundo o New York Post.

Pesquisadores franceses concluíram um ensaio clínico bem-sucedido usando o medicamento – aprovado para uso nos EUA em 1955 – para tratar pacientes confirmados com COVID-19, segundo o estudo.

Um total de 36 pacientes infectados – 20 tratados e 16 não-tratados – foram incluídos no estudo liderado por Didier Raoult, especialista em doenças infecciosas do Instituto Universitário de Marselha. O grupo tratado recebeu 600 mg de hidroxicloroquina por dia.

Os pesquisadores descobriram que 50% do grupo tratado passou de positivo para negativo para o coronavírus no terceiro dia – e no sexto dia, esse número chegou a 70%. Dos 20 pacientes em teste, seis que foram tratados com Plaquenil (nome comercial da hidroxicloroquina nos EUA) e com o antibiótico Azitromicina apresentaram resultados impressionantes – com cinco testes negativos no terceiro dia. Todos os seis que associaram ao tratamento a Azitromicina tiveram resultado negativo no sexto dia.

“Apesar do pequeno tamanho da amostra, nossa pesquisa mostra que o tratamento com hidroxicloroquina está significativamente associado à redução / desaparecimento da carga viral em pacientes com COVID-19 e seu efeito é reforçado pela azitromicina”, concluiu o estudo.

O estudo completo pode ser acessado aqui.

Com informações do New York Post

— —

SOMENTE MÉDICOS PODEM INDICAR O TRATAMENTO MAIS ADEQUADO. JAMAIS SE AUTOMEDIQUE.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'Direto da América'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

alan correa criação de sites