Redes Sociais

Coronavírus

Anvisa forma maioria de votos a favor do uso emergencial das vacinas Coronovac e de Oxford

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

O primeiro voto da diretoria colegiada da Anvisa, da relatora Meiruze Freitas, aprovou neste domingo (17) o uso emergencial da CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e do imunizante da AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz.

Ao todo, cinco votos serão anunciados ainda nesta tarde. O uso emergencial é uma medida experimental e temporária. O protocolo é adotado até que a vacina receba o registro definitivo no país.

Segundo Freitas, a Anvisa revisou o marco regulatório e flexibilizou requisitos técnicos de maneira alinhada às recomendações internacionais. Ainda de acordo com ela, os benefícios devem superar seus potenciais riscos.

“No contexto da pandemia e dos eventuais benefícios desta vacinação, entendo que a Anvisa deve prosseguir como processo”, afirmou.

Freitas destacou a necessidade do monitoramento contínuo da vacina após aprovação do uso emergencial.

Outros dois diretores da Anvisa acompanharam a relatora e votaram pela autorização emergencial dos imunizantes.

Até 15h15min de hoje [horário de Brasília], o placar era de 4 votos favoráveis e nenhum contrário.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites