Redes Sociais

Política

Rio de Janeiro: 6 deputados estaduais presos eleitos, e um petista na presidência da Alerj

Eita, Rio de Janeiro! 

Publicado

em

Deputado André Ceciliano (PT). Foto: LG Soares / Arquivo Alerj

Na sexta-feira (1) os deputados estaduais eleitos no Rio de Janeiro tomaram posse, na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). Porém, seis deputados ainda não tomaram posse, pois estão presos. Parece aquelas piadas sobre políticos, mas não é.

As excelências presas são: André Corrêa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius “Neskau” (PTB) e Anderson Alexandre (Solidariedade). 

Os cinco primeiros foram presos em novembro do ano passado na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio. O último foi alvo de uma operação do Ministério Público Federal.

Uma reunião da mesa diretora da Alerj quem definirá como fica o mandato desses deputados. Há a possibilidade de serem empossados na cadeia, ou mesmo em prisão domiciliar. 

André Ceciliano (PT), eleito presidente da Alerj — por chapa única — declarou depois da eleição:

“Vou tentar marcar uma reunião com o TRF2 na segunda-feira e haverá uma reunião com a mesa diretora na terça-feira ou na quarta-feira. Minha decisão pessoal é que os deputados presos tomem posse sem gabinete e sem salário, mas essa é apenas uma avaliação minha, é preciso chegar a um acordo”.

André Ceciliano

O PSL tem a maior bancada na Alerj, mesmo assim não conseguiram oferecer uma candidatura em oposição ao PT. Por candidatura única venceu o petista para a presidência da assembléia legislativa. 

Em 2016 Ceciliano candidatou-se à prefeitura de Japeri – RJ, onde teve apenas 611 votos. Recentemente seu nome foi difundido por todo o Brasil devido denúncias feitas pelo Coaf. Seus assessores moveram quase 50 milhões de reais de forma suspeita — é o primeiro no ranking do Coaf. Mesmo com esse histórico Ceciliano chegou lá. Eita, Rio de Janeiro! 

Cristão, conservador — o termo usado por idiotas é extrema direita: pró-vida, pró-família, pró-armas —, pedagogo, escritor e poeta. Vivo de poesia pra não morrer de razão. — www.andersonsandes.net

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Jorge

    05.02.2019 at 08:23

    Meu Deus…
    Tem algo muito errado no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites