Redes Sociais

Política

TSE ouvirá jornalistas da Record em ação sobre tratamento dado a Bolsonaro

Isaías Aguiar

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro junto do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (Imagem: Carolina Antunes/PR)

No ano passado, durante a corrida eleitoral, a coligação “O Povo Feliz de Novo” formada por PT, PCdoB e Pros, apresentou uma ação junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) acusando o presidente de uso indevido do veículo de comunicação em seu favor. A petição salienta que houve uma “exposição desproporcional” de Bolsonaro nos veículos de comunicação do grupo Record.

No dia 29 de setembro de 2018, o bispo Edir Macedo, proprietário da emissora declarou apoio ao então candidato a presidente, Jair Bolsonaro do PSL. A coligação acredita que isso intensificou os “abusos” de oportunidades ao Capitão tanto no canal de TV aberta, quanto no portal R7.

Na última sexta-feira (3), o ministro Jorge Mussi aceitou o pedido da coligação para ouvir 6 pessoas. Entre elas, está Eduardo Ribeiro, que entrevistou Bolsonaro para o Jornal da Record no mesmo dia em que aconteceu o debate com os demais presidenciáveis na TV Globo. Também será ouvida a ex-chefe de redação do jornal, Luciana Barcellos.

Leia a petição na íntegra aqui.

Mineiro, Administrador de Empresas, cristão e conservador.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites