Redes Sociais

Política

“Não vamos mais render nosso país ou nosso povo aos falsos cantos do globalismo”, diz Filipe Martins

Thaís Garcia

Publicado

em

“Não vamos mais render nosso país ou nosso povo aos falsos cantos do globalismo”, diz Filipe Martins 19
Imagem: Filipe G. Martins/Twitter

Nesta segunda-feira (23), Eduardo Bolsonaro, Filipe Martins e Vicente Santini se encontraram em Nova York com Steve Bannon para falar sobre o ativismo globalista contra o Brasil.

Steve Bannon é um assessor político americano que serviu como assistente do presidente e estrategista-chefe da Casa Branca no governo Trump. Antes de assumir tal posição da Casa Branca, Bannon foi diretor executivo da campanha presidencial de Donald Trump, em 2016.

“O interesse não é cuidar dos índios ou da floresta e sim em construir a narrativa para amanhã pleitear – mais uma vez – a sua internacionalização. Ninguém preserva mais do que o Brasil, existem interesses por trás desse discurso ‘paz e amor’ de alguns chefes de Estado”, disse Eduardo Bolsonaro no Twitter.

“Não vamos mais render nosso país ou nosso povo aos falsos cantos do globalismo”, diz Filipe Martins 20

Steve Bannon, Eduardo Bolsonaro e Vicente Santini em Nova York. Foto: Eduardo Bolsonaro/Twitter.

Durante a conversa, vários temas foram abordados, e entre eles, o de como a Amazônia é usada pelo establishment internacional – os globalistas – para atacar o Brasil e o Presidente Bolsonaro.

Acrescentando opiniões, Manoel Gontijo, bacharel em Relações Internacionais e criador do Legendas Conservadoras, comentou no tweet de Eduardo Bolsonaro: “Deputado, discurso nenhum fará desaparecer a cobiça europeia pelos recursos amazônicos. A única forma de dissuadir essa cobiça é uma ocupação profunda e maciça da região amazônica através de povoamento. Qualquer outra medida no longo prazo é paliativa e falhará invariavelmente”.

Preservação
Segundo um relatório da Embrapa, de 2018, 66,3 % do nosso território nacional está preservado com vegetação nativa.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, informou que as ações do Brasil com etanol, matriz energética limpa, eólica, solar, biomassa e emissões, são as mais consistentes do mundo.

“Os demais é que precisam se mexer”, disse o ministro Ricardo Salles.

Discurso do Presidente
Hoje (24), por volta das 10:30h (hora de Brasília), o Presidente Jair Bolsonaro abrirá a Assembleia Geral da ONU, levando uma mensagem aos brasileiros e para o mundo sobre o Brasil.

O link da transmissão ao vivo estará disponibilizado nas redes sociais do senador Eduardo Bolsonaro.

“A mídia mostra um mundo, mas a realidade é outra”, concluiu Eduardo Bolsonaro.

Soberania
Hoje (24), a soberania do Brasil precisa e será defendida na Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Com este novo governo, o Brasil está preparado para combater as agressivas investidas globalistas.

“Não vamos mais render nosso país ou nosso povo aos falsos cantos do globalismo”, disse o Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Filipe Martins no Twitter.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites