Redes Sociais

Política

Helio Bolsonaro apresenta projeto para policiamento ostensivo em universidades

Matheus F. Romero

Publicado

em

O deputado federal Hélio Bolsonaro (Imagem: Igo Estrela/Metrópoles)

O deputado federal Helio Lopes, conhecido como Hélio Bolsonaro (devido a sua proximidade com o presidente), em entrevista ao programa Em Foco, na GloboNews nesta quarta-feira (1), defendeu seu projeto que visa o policiamento ostensivo nas instituições superiores de ensino público.

O projeto de lei (947/2019), já apresentado na Câmara dos Deputados, diz que “dentro da comunidade acadêmica , multiplicam-se os exemplos de vandalismo, posse e uso de bebidas alcoólicas e de drogas ilegais e demonstrações explícitas de atentado ao pudor a título de ‘manifestação artística'”.

Na justificativa do projeto, o deputado argumenta que diversas universidades têm passado por “problemas diversos na esfera da segurança pública, alguns causados por agentes externos à comunidade acadêmica; outros, provocados pelos próprios integrantes dessas instituições” e que “em regra, os delitos cometidos pelos agentes externos estão relacionados a furtos, roubos e estupros”.

Hélio foi o deputado federal mais votado no estado do Rio de Janeiro na eleição de 2018, com um total de 345.234 votos.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Estudante, músico e defensor da liberdade.

Publicidade
5 Comentários

5 Comments

  1. Avatar

    Gutemberg. Pacheco Lopes

    05.05.2019 at 14:32

    A PANDEMIA SODOMIA ESTA DESTRUINDO OS BRASILEIROS, o povo sabe o que é este VICIO SODOMIA? No youtube pesquise:
    “CONHECIENTO DA VIDA SODOMIA”.
    Veja video de 3 minutos.
    Tel- SP (11)996228883.

  2. Pingback: Policiamento ostensivo nas universidades, Helio Bolsonaro apresenta projeto - QUESTIONE-SE

  3. Avatar

    Pedro Rocha

    02.05.2019 at 16:46

    Proposta interessante e relevante. Entretanto, acho que o caminho deveria ser outro.

    O que precisamos é de um novo marco regulatório para os serviços de Segurança Complementar de forma que os agentes privados tenham maior autonomia para atuar, desonerando as autoridades policiais.

    No futuro, poderíamos ter formalmente “Polícias Auxiliares”, como já existem em outros países e na Cidade do Rio de Janeiro de forma enviesada com policiais do Lapa/Centro Presente.

  4. Avatar

    Luiz Neto

    02.05.2019 at 08:42

    Boa Hélio, há muito que as universidades estão precisando de segurança ostensiva, contravenções e crimes são constantes nessas instituições, principalmente as públicas.

  5. Avatar

    Angela

    02.05.2019 at 01:41

    Hoje entendi a tal ditadura que outrora foi arduamente propagada! A segurança de outrem e a conservação da boa conduta em certos locais públicos, de certa forma incomodou aos que na época podemos igualar aos ‘lacradores’ atuais…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites