Gilmar Mendes manda soltar Milton Lyra, operador do MDB no Senado

Autor: 1 comentário Compartilhar:

Imagem: Marcelo Camargo – Agência Brasil.

Milton de Oliveira Lyra Filho estava preso preventivamente desde o dia 12 de abril. Segundo a Polícia Federal, Lyra teria sido apontado como lobista do MDB em um esquema de fraude bilionária com recursos de fundos de pensão Postalis, Correios, e Serpros.

Na última terça-feira (8) Lyra entrou com habeas corpus na Suprema Corte, e tem como relator do caso o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

“Defiro o pedido liminar para substituir os efeitos da ordem de prisão preventiva decretada pelo Juízo da 7ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Rio de Janeiro em desfavor de Milton de Oliveira Lyra Filho”, registrou o ministro Gilmar Mendes.

A ordem de Gilmar Mendes — conhecido por soltar envolvidos em corrupção — foi a de soltar Milton de Oliveira Lyra Filho. O argumento do ministro foi que prisões preventivas estão muito longas. 

Post anterior

Tucano admite que o desempenho de Alckmin decepciona

Próximo post

Caso apoie Bolsonaro, Álvaro Dias ameaça expulsar Feliciano do partido

Você pode gostar também:

1 comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.