Redes Sociais

Política

Eike confirma transferência de US$ 2,5 milhões ao PT e atribui sua prisão a um “erro”

Davy Albuquerque

Publicado

em

Repasse de US$ 2,5 milhões ao PT

O empresário Eike Batista, preso na Operação Lava Jato, disse, nesta quarta-feira (29), à CPI do BNDES no Senado que fez uma transferência de US$ 2,5 milhões para quitar gastos de campanha do PT, a pedido do então ministro da Fazenda Guido Mantega. Eike não respondeu se repassou via caixa dois R$ 5 milhões para a eleição de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, conforme relatou Monica Moura em sua delação premiada.

Eike defende Lava Jato mas atribui sua prisão a um “erro”

“Muitas vezes países passam por processos. Acho que isso é excelente. Acho que o trabalho que está sendo feito é excelente, mas revoluções cometem alguns erros”, disse o empresário ao ser questionado sobre o motivo da sua prisão na Lava Jato.

Eike Batista foi preso em janeiro deste ano após dois doleiros dizerem que ele pagou US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, em propina.

 

Colunista político e editor-chefe do Conexão Política; Fundador do Movimento Brasil Conservador. Brasileiro com orgulho, cristão por convicção, política por vocação.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites