Redes Sociais

Política

Daniel Coelho fala sobre Foro de São Paulo, toma lá da cá, Maia e governo Bolsonaro

Daniel Pires Coelho é um administrador e político brasileiro.

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reprodução | Facebook

Neste último sábado, 23, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) teceu críticas ao partido Cidadania, antigo PPS.

Sem ter sido criticada, Joice detonou as recentes atuações da sigla, que apoia a aprovação da reforma da Previdência e afirmou o partido faz parte do Foro de São Paulo. 

A publicação de joice, veiculada em seu Twitter oficial, incomodou parlamentares da base aliada do presidente Jair Bolsonaro.

A publicação foi excluída minutos depois.

Em resposta, Daniel Coelho, deputado federal pelo estado de Pernambuco e líder da sigla Cidadania, disse:

“Estou sem acreditar que [Joice] tenha tratado com tom de ironia um partido que trata de forma responsável os assuntos do país, sem pedir nada em troca, sem toma lá cá, que faz mais defesa da necessidade da reforma do que os deputados do seu PSL.”

Na mesma publicação, uma internauta indagou Daniel: “O partido é ou não é socialista?”

“Já foi, não mais. Todos sabem disso, inclusive ela”, respondeu o parlamentar.

Foro de São Paulo

A equipe do Conexão Política entrou em contato com Daniel Coelho sobre o tumulto em torno do ocorrido.

Ao questionarmos sobre a posição do Cidadania sobre o Foro de São Paulo, citado por Joice, ele pontuou: 

“O Foro foi um erro histórico. O partido reconheceu isso há anos. Todo mundo sabe que a sigla não faz mais parte. Inclusive ela [Joice] sabe do nosso comportamento no plenário Congresso.”

Política do ‘Toma lá da cá’

“Não queremos, não negociamos, não concordamos com a troca de votos por cargos. Defendemos a reforma previdência com mais clareza que boa parte dos deputados do PSL. Nossa posição é ideológica, programática e de compromisso com o país”, afirmou Daniel.

Brigas de Maia com o Governo

Daniel disse que a troca de críticas públicas com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, é ruim para o Brasil.

“Temos que unir, criar convergência. Não dá para brincar com os interesses do país, para o bem da nação, espero que o bom senso prevaleça.”

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho. Brasil acima de tudo!

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites