Redes Sociais

Política

Marco Aurélio nega pedido da Câmara e diz que STF não precisa autorizar busca e apreensão em gabinetes parlamentares

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Antônio Cruz | Agência Brasil

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quarta-feira (29) um pedido da Câmara para anular busca e apreensão no gabinete do deputado Paulinho da Força (Solidariedade-SP).

Aurélio deixou bem claro que juízes de primeiro grau não precisam de autorização do Supremo para determinar medidas contra parlamentares na investigação de crimes não relacionados ao mandato.

Segundo ele, o STF limitou a execução da prerrogativa de foro a crimes cometidos durante o mandato parlamentar e em razão dele. Logo, não haveria justificativas para esperar autorização do STF para se cumprir decisões tomadas pelo juiz do caso.

“Ou bem se tem competência para atuar no processo, praticando atos que entender cabíveis, ou não se tem”, declarou.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites