Redes Sociais

Opinião

O que a Globo não divulgou sobre a declaração de Eduardo Bolsonaro sobre o “novo AI-5”

Davy Albuquerque

Publicado

em

O que a Globo não divulgou sobre a declaração de Eduardo Bolsonaro sobre o “novo AI-5”
Marcelo Camargo | Agência Brasil

Durante uma entrevista gravada no dia 28 de outubro e publicada nesta quinta-feira (31) no canal da jornalista Leda Nagle, o deputado federal Eduardo Bolsonaro se baseou nos últimos acontecimentos e narrativas promovidas pela esquerda para desestabilizar governos de direita em países da América Latina.

Na ocasião, Eduardo comentou que se a esquerda brasileira se radicalizar a ponto de sequestrar aviões, executar militares e autoridades ou incitarem qualquer tipo de violência ou ato semelhante a terrorismo, o governo federal dará uma resposta via um novo AI-5 ou através de uma legislação aprovada pelos cidadãos através de um plebiscito.

Para variar, a esquerda entrou em xilique e, com o auxílio da mídia mainstream, já está distorcendo a fala do deputado Eduardo Bolsonaro e acusando-o de promover uma ruptura no sistema democrático brasileiro. Essa é mais uma mentira criada pela esquerda para enganar as pessoas menos esclarecidas.

Vejam bem, o deputado Eduardo Bolsonaro deixou claro que, se for necessário, o Governo Federal adotará medidas enérgicas (e legítimas) para combater atos radicais da esquerda que ameacem a Soberania Nacional e as liberdades individuais dos cidadãos de bem.

Lei nº 7.170, de 14 de dezembro 1983: define tipos de crime contra a Segurança Nacional
Art. 20 – Devastar, saquear, extorquir, roubar, sequestrar, manter em cárcere privado, incendiar, depredar, provocar explosão, praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político ou para obtenção de fundos destinados à manutenção de organizações políticas clandestinas ou subversivas. Pena: reclusão, de 3 a 10 anos.

Parágrafo único – Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até o dobro; se resulta morte, aumenta-se até o triplo.

A lei de Segurança Nacional citada acima existe para PUNIR atos praticados por criminosos. É natural que se a ameaça for grande, o presidente Jair Bolsonaro reagirá à altura para PREVENIR os problemas. Afinal, é dever do Presidente da República zelar pela segurança do Território e dos brasileiros.

Ao divulgar a fala do Eduardo e criar a narrativa de ameaça à democracia, os movimentos de esquerda e o grupo Globo demonstram que estão dispostos a fazer qualquer coisa para enganar o povo, destruir reputações e enfraquecer o governo que se esforça diariamente para reconstruir um país que foi destruído pelas ideias progressistas, que por sinal são defendidas por eles.

Não acreditem nesses discursos recheados de mentiras e falácias, pois, na verdade, são justamente esses militantes fantasiados de intelectuais e autoridades que defendem governos autoritários como na Venezuela, Cuba e Coréia do Norte.

A esquerda brasileira está desesperada com os avanços que o Brasil está alcançando durante o primeiro ano de mandato do presidente Jair Bolsonaro. Vale lembrar que esse foi um governo eleito democraticamente por mais de 57 milhões de brasileiros. Talvez seja por isso que essa turma de farsantes tenha tanta dificuldade de apoiá-lo.

Ao presidente Jair Bolsonaro e seus aliados, desejo sucesso. Aos militantes de esquerda e inimigos do Brasil, que tal uma viagem só de ida para a Venezuela?

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Colunista político e editor-chefe do Conexão Política; Fundador do Movimento Brasil Conservador. Brasileiro com orgulho, cristão por convicção, política por vocação.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites