Redes Sociais

Mundo

Um mês após megaexplosão, incêndio atinge porto de Beirute, capital do Líbano

Marcos Rocha

Publicado

em

© Reuters/Alaa Kanaan/direitos reservados

Um estoque de óleo e pneus na região portuária de Beirute pegou fogo nesta quinta-feira (10), pouco mais de um mês depois que uma gigantesca explosão devastou o local e uma área residencial ao redor da capital libanesa.

A causa do incêndio ainda não foi esclarecida.

A Marinha do Brasil informou, por meio de nota, que a fragata Independência, que opera na região, está em área distante do local do incêndio.

“Todos os tripulantes do navio, componentes brasileiros do Estado-Maior da FTM-UNIFIL [Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano] e pessoal de apoio em terra passam bem”, diz a nota.

O incêndio começou na zona franca do porto, erguendo uma enorme coluna de fumaça sobre a cidade.

Imagens de televisão mostraram bombeiros tentando apagar as chamas no porto, onde armazéns e silos de concreto que armazenam grãos foram destruídos pela explosão de 4 de agosto.

Cerca de 190 pessoas morreram na explosão do mês passado e uma área de Beirute perto do porto foi destruída. A explosão foi causada por um grande estoque de nitrato de amônio que foi mantido em más condições no local por anos.

As informações são da Reuters e Agência Brasil.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites