Redes Sociais

Mundo

Trump deve expandir maioria conservadora no Supremo dos EUA

Marcos Rocha

Publicado

em

Denis Balibouse | Reuters

O presidente americano, Donald Trump, sinalizou, neste último sábado (19), que deve nomear uma nova pessoa para ocupar a cadeira da juíza Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte do país, que faleceu aos 87 anos, vítima de complicações de um câncer que ela enfrentava no pâncreas.

O Partido Democrata, opositor ao governo Trump, tenta impedir a nomeação de um (a) substituto (a) já nos próximos dias. A legenda espera que o ato seja consumado somente após a eleição presidencial de novembro.

No Twitter, Trump afirmou que o Partido Republicano foi colocado em “uma posição de poder” para tomar decisões para o povo americano.

“A mais importante delas há muito tempo tem sido considerada a seleção de juízes da Suprema Corte dos EUA. Temos essa obrigação, sem demora!”, argumentou.

A juíza Ginsburg serviu por 27 anos à mais importante Corte dos EUA e por muitos anos segurou o chamado “avanço conversador” no tribunal. RGB, como ficou popularmente conhecida, se tornou referência para os progressistas americanos.

Antes de morrer, ela deixou um recado por escrito: “O meu mais fervoroso desejo é de que eu não seja substituída até que um novo presidente tome posse.”

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites