Redes Sociais

Mundo

Todos os serviços da Igreja Católica do Sri Lanka foram suspensos

A Agência de contra-terrorismo de Israel emitiu um aviso para o Sri Lanka alertando ‘alta ameaça concreta’.

Redação

Publicado

em

Todos os serviços da Igreja Católica do Sri Lanka foram suspensos 19
AP Photo/Chamila Karunarathne

Após os atentatos terroristas, todas as igrejas católicas de Sri Lanka receberam ordens para permanecerem fechadas e suspenderem os serviços até que a segurança melhore, disse um padre à AFP hoje.

“A conselho das forças de segurança, estamos mantendo todas as igrejas fechadas”, disse o padre. “Não haverá missa pública até novas informações.”

A segurança já foi intensificada nas igrejas em todo o país, disseram as autoridades do governo.

O caso

Uma série de ataques suicidas contra três igrejas — duas delas católicas — e três hotéis no domingo mataram pelo menos 359 pessoas e feriram centenas.

Os ataques ocorreram quando as igrejas estavam lotadas de fiéis que frequentavam os cultos do Domingo de Páscoa.

Mais tarde, o Estado Islâmico reivindicou a autoria dos ataques e divulgou fotos e vídeos dos homens que disseram ter participado ou organizado os ataques.

Sete dos oito homens nas imagens tiveram seus rostos cobertos. O Estado Islâmico os chamou de “ataques abençoados” no “feriado infiel”.

A mídia internacional e local informou na quarta-feira que o presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, pediu a renúncia do ministro da Defesa e do chefe de polícia.

O presidente também é formalmente defensor e ministro da lei e da ordem. O ministro da Defesa do Estado, Ruwan Wijewardene, é o oficial encarregado da defesa.

Falta de aviso não foi

O chefe de polícia do Sri Lanka emitiu uma advertência em 11 de abril que os atentados suicidas do NTJ eram possíveis e alertas foram dados por uma agência de inteligência estrangeira.

O primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe reconheceu que a informação não foi passada para seu escritório ou para outros ministros.

A CNN informou que os serviços de inteligência da Índia haviam repassado informações “extraordinariamente específicas” nas semanas que antecederam os ataques, e que pelo menos algumas delas provinham de um suspeito do Estado Islâmico sob sua custódia.

A mídia indiana também informou que as autoridades do Sri Lanka receberam mais informações no dia dos ataques, enquanto um ministro do Sri Lanka disse que levaria anos para planejar o ataque.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites