Redes Sociais

Japão

Supercomputador japonês é o mais rápido do mundo

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

O supercomputador Fugaku do Japão, construído com apoio do governo e usado na luta contra o coronavírus chinês, agora é classificado como o mais rápido do mundo, anunciaram seus desenvolvedores na segunda-feira (22).

O Fugaku alcançou o primeiro lugar no Top500, um site que acompanha a evolução da capacidade de processamento de computadores há mais de duas décadas, disse o centro de pesquisa científica Riken.

A lista é produzida duas vezes por ano e classifica os supercomputadores com base na velocidade em um teste de benchmark (teste de desempenho) estabelecido por especialistas da Alemanha e dos Estados Unidos. A capacidade de processamento de computadores é medida em flops.

O Fugaku foi desenvolvido em conjunto pela Riken e pela empresa Fujitsu e tem uma velocidade de aproximadamente 415,53 petaflops – 2,8 vezes mais rápido que os 148,6 petaflops do supercomputador Summit, construído pela IBM e que opera no Laboratório Nacional de Oak Ridge (ORNL), no Tennessee, nos EUA. O Summit liderou os quatro últimos rankings nos dois anos anteriores e continua sendo o supercomputador mais rápido dos EUA.

Um supercomputador é mil vezes mais rápido que um computador comum, de acordo com o Riken.

Fugaku, que significa ‘Monte Fuji’ em Japonês, está em desenvolvimento há seis anos e deve começar a operar em período integral a partir de abril de 2021. Mas o supercomputador já está sendo colocado em prática na crise de covid-19, executando simulações sobre como as gotículas se espalhariam nos escritórios com partições instaladas ou trens em movimento com as janelas abertas.

“Espero que a TI de ponta desenvolvida para ele contribua para grandes avanços em desafios sociais difíceis como a covid-19”, disse Satoshi Matsuoka, chefe do Centro de Ciência da Computação da Riken, em um comunicado.

O Fugaku também liderou vários outros rankings de desempenho de supercomputadores, tornando-se o primeiro a ser classificado simultaneamente no topo das listas Graph500, HPCG e HPL-AI.

Os supercomputadores são ferramentas vitais para o trabalho científico avançado, devido à sua capacidade de realizar cálculos rápidos para tudo, desde previsões meteorológicas ao desenvolvimento de mísseis.

 

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites