Redes Sociais

Suécia

Suécia: Menina de 13 anos é estuprada brutalmente por imigrantes da Eritreia

Thaís Garcia

Publicado

em

Suécia: Menina de 13 anos é estuprada brutalmente por imigrantes da Eritreia 20
Imagem: Shutterstock

Na Suécia, quatro imigrantes da Eritreia foram acusados de estupro grave de uma menina sueca de 13 anos, em um banheiro no condado de Örebro, informou a emissora sueca SVT.

Em junho deste ano, cinco imigrantes, com idades entre 20 e 25 anos, foram presos pelo estupro da criança. Dos cinco, quatro estão sendo processados pelo crime no Tribunal Distrital de Örebro.

Segundo a STV, os imigrantes se revezaram para estuprar a criança, depois de forçá-la a entrar em um banheiro na cidade de Hallsberg. Um deles filmou todo o ataque e além da acusação de estupro grave, ele é acusado de fotografia abusiva e pornografia infantil. Ele também é acusado de outro estupro de outra menina que ocorreu no mesmo dia.

A acusação afirma que os homens cometeram o crime intencionalmente e que a menina não participou voluntariamente.

De acordo com informações do indiciamento, a relação foi precedida por violência que consistia em pelo menos dois dos acusados agarrando o pescoço e o ombro da menina, batendo sua cabeça em uma parede e empurrando-a para um banheiro. Todos os acusados tiveram relações sexuais com a criança.

A vítima, uma sueca nativa, sofreu uma série de lesões, incluindo sangramento interno, mão ensanguentada e hematomas no ombro, braço, mãos e joelhos.

O Voice of Europe informou que os promotores solicitaram que, se condenados, todos os quatro réus sejam deportados de volta para a Eritreia e sejam proibidos de entrar na Suécia por 15 anos após cumprirem suas sentenças.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais. Lutando pelos verdadeiros direitos humanos e pela Igreja Perseguida.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites