Redes Sociais

Suécia

Suécia: Estupros na capital Estocolmo aumentaram 20% na primeira metade de 2019

Thaís Garcia

Publicado

em

Suécia: Estupros na capital Estocolmo aumentaram 20% na primeira metade de 2019 20
Imagem: Reprodução

Segundo um relatório do jornal sueco Mitt i, uma média de 5 estupros acontece todos os dias em Estocolmo. Dos estupros que ocorrem, apenas 5% deles resultam na condenação do estuprador.

Somente na primeira metade de 2019, a capital sueca registrou um total de 1.060 estupros, marcando um aumento de 20%, em relação aos 890 estupros registrados na cidade, durante o mesmo período do ano passado.

Estupro por negligência
Além dos 1.060 estupros, 24 chamados de “estupros negligentes” também foram relatados no primeiro semestre deste ano.

As ofensas “estupro por negligência” e “abuso sexual por negligência” foram adicionadas ao código criminal da Suécia para os “atos em que os tribunais consideraram que o consentimento não havia sido estabelecido, mas nos quais o autor não pretendia cometer estupro ou agressão”, relata o The Local.

A situação de estupro na Suécia piorou tanto, que o hospital de Södersjukhuset – um dos maiores hospitais da capital – foi forçado a criar um departamento de emergência especial para mulheres estupradas. Quase 800 vítimas são tratadas lá a cada ano.

“Olho para todos esses estupros extremamente preocupada. O aumento é alarmante ”, disse a conservadora Irene Svenonius, presidente da Câmara Municipal de Estocolmo, ao Mitt i.

“Sabemos que o número de vítimas de estupro é significativamente maior”, acrescentou Svenonius, ao pedir “maiores esforços e funcionais” para eliminar o problema.

Muitos estupros não são denunciados e impunes. Dados do hospital Södersjukhuset, em Estocolmo, sugerem que em cada 10 vítimas de estupro, apenas 6 denunciam o abuso sexual às autoridades.

Em alguns casos, especialmente se a mulher conseguir escapar do ataque sexual, ele acaba não sendo classificado como estupro. Em casos como esses, o crime geralmente é classificado como “ameaça ilegal” ou “coerção ilegal”, relatou o Dagens Nyheter.

Segundo a emissora nacional SVT, em cada 100 estupros relatados, apenas 5 resultam em sentença criminal.

 

Com informações, The Voice of Europe.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites