Redes Sociais

Suécia

Entregador de jornais é sequestrado e torturado por refugiado sírio na Suécia

Thaís Garcia

Publicado

em

Entregador de jornais é sequestrado e torturado por refugiado sírio na Suécia 20
Imagem: Colagem/ ANP.

Nu e completamente ensanguentado, um entregador de jornais de 25 anos de idade conseguiu escapar de seu torturador, abrindo uma pequena janela e entrando em um apartamento onde uma jovem cuidou dele e chamou a polícia. O refugiado sírio que o torturou está agora sob custódia, suspeito de rapto e abuso de primeiro grau.

O crime ocorreu na pequena e normalmente calma cidade de Kristianstad, na Suécia, na semana passada. Moradores da região viram dois homens nus correndo no telhado de um prédio.

Acredita-se que um dos homens seja o entregador de jornais, que é conhecido por muitos moradores da cidade. E o outro tenha sido o criminoso, um refugiado sírio.

Torturado e sequestrado
Ao fugir do torturador sírio, o entregador de jornais conseguiu abrir uma pequena janela no topo de um prédio, conseguindo entrar em um dos apartamentos, onde uma jovem de 19 anos estava sozinha com seu cachorro. O homem disse a jovem que ele havia sido sequestrado, torturado e que estava muito machucado e sangrando.

A jovem imediatamente chamou a polícia e cuidou do jornaleiro. Ele havia sido cortado em sua artéria e graças aos cuidados rápidos da moça, ela o fez parar de sangrar.

“Havia sangue nele todo”, disse a jovem ao site de notícias Expressen.

O jovem jornaleiro havia sido torturado e abusado por um longo tempo e estava em estado de choque ao encontrar a moça.

Desaparecimento
A jovem salvou o rapaz pela manhã. Durante a noite anterior, a empresa na qual o jovem trabalhava recebeu reclamações sobre a falta de entrega dos jornais. A gerência da noite tentou contatar seu empregado, mas não houve resposta. Além disso, eles haviam recebido uma mensagem de texto estranha do telefone do funcionário.

“Recebemos um texto da nosso entregador que não compreendemos e, como não sabíamos se ele era o remetente da mensagem, enviamos a equipe ao local. A equipe encontrou seu carrinho e os jornais, mas não o funcionário ou suas chaves ”, disse o empregador da vítima, Johan Lundin, que também estava completamente chocado com o crime.

Mais vítimas
Há pelo menos duas pessoas que foram abusadas pelo refugiado sírio, que precisou de um intérprete em árabe para se comunicar com a polícia. Além disso, um policial ficou ferido ao tentar entrar em uma janela quebrada.

De acordo com o mandado de prisão, o criminoso é mantido sob custódia por abuso de primeiro grau e por sequestro.

Com informações, Voice of Europe.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites