Redes Sociais

Mundo

Sri Lanka punirá “fake news” com cinco anos de prisão

Redação

Publicado

em

Sri Lanka punirá "fake news" com cinco anos de prisão 16
Narinder Nanu / AFP / Getty Images

Há algumas semanas noticiamos que Cingapura criou leis para punir as “fake news”, dando poder ao governo de banir notícias da internet. A vez agora é do Sri Lanka. 

Na quarta-feira (5), o Sri Lanka aprovou duras novas leis contra “fake news”, especificando penas de prisão de cinco anos e multas de até um milhão de rúpias (cerca de 5700 dólares).

A lei foi proposta após os ataques suicidas do domingo de Páscoa nas igrejas cristãs e a subsequente violência dos budistas contra os muçulmanos. O governo do Sri Lanka alega acreditar que plataformas de mídia social como Facebook, Twitter, YouTube e Instagram são usadas para provocar conflitos étnicos e religiosos.

As mídias sociais foram bloqueadas por nove dias após os ataques de domingo de Páscoa, uma medida draconiana criticada por tornar desnecessariamente difícil para os amigos e familiares se comunicarem durante um período de crise.

A proposta que foi aprovada pelo gabinete na quarta-feira não definiu precisamente o que seriam as tais “notícias falsas” ou “discurso de ódio”, mas estipulou que o código penal do Sri Lanka será alterado no futuro para descrever as ofensas. 

Com informações de Breitbart.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites