Redes Sociais

Reino Unido

Teatros do Reino Unido proibirão a frase “senhoras e senhores”

Thaís Garcia

Publicado

em

Teatros do Reino Unido proibirão a frase "senhoras e senhores" 21
Imagem: © Press

Sob novas diretrizes do Equity Union (União de Equidade de atores), o público britânico não ouvirá mais as palavras “senhoras e senhores” nos teatros do Reino Unido, informou o The Sunday Times.

O sindicato de atores, Equity Union, que decidiu pela mudança é voltado para pessoas e locais que trabalham com artistas LGBTs.

Segundo esses ativistas pelos “direitos” LGBTs, frases como “senhoras e senhores” são “opressivas e excluem pessoas que não se identificam como homens ou mulheres”. O Equity também desaconselhou fortemente qualquer elogio dirigido aos artistas que fosse baseado na aparência.

Os ativistas argumentam que pretendem criar um “ambiente mais equitativo” para artistas LGBTs e também para o público que não se identifica como homem, nem como mulher.

O sindicato LGBT pediu a todos os teatros do Reino Unido que introduzissem e defendessem a “terminologia neutra” para chamadas coletivas, como a frase “todo mundo”.

O Teatro Nacional de Londres se pronunciou a respeito e disse que embora ainda estivesse usando a frase “senhoras e senhores”,  eliminaria gradualmente frases como essa.

A Royal Shakespeare Company também seguiu o exemplo, anunciando que se esforçaria para criar ambientes que recebam e apoiem ​​pessoas se identificam como “trans” ou “não-binário”.

“Ir ao teatro é uma experiência compartilhada e comunitária em um único auditório e queremos agradar a nossa plateia e lhes proporcionar uma ótima noite. Não queremos que ninguém se sinta ofendido ou irritado”, disse Nica Burns, coproprietária do Nimax Theatre, que também aderiu ao pedido dos ativistas LGBT.

No mês passado, o tradicional teatro bicentenário londrino, o Old Vic, aboliu os banheiros masculinos e femininos, optando pelo termo “banheiro neutro”.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites