Redes Sociais

Reino Unido

Adolescente britânico fica cego e surdo devido à dieta extrema

Thaís Garcia

Publicado

em

Adolescente britânico fica cego e surdo devido à dieta extrema 21
Imagem: Alamy

Um garoto de 19 anos da cidade britânica de Bristol ficou completamente cego e com deficiência auditiva há dois anos, porque por pelo menos 10 anos, ele comia apenas batatas fritas, pão branco com presunto e linguiças fritas. Segundo os médicos, ele foi vítima de uma dieta extremamente unilateral, que o levou a desenvolver uma grave deficiência de substâncias como a vitamina B12, o cobre e o selênio. Devido à falta crônica, nervos cruciais nos olhos e ouvidos foram irremediavelmente danificados.

Jake
Recentemente, o adolescente Jake e sua mãe Angie contaram sua história chocante à mídia britânica Daily Mail. Segundo a mãe, desde criança o filho é um “garoto difícil de comer”.

“Ele odeia certos alimentos porque sua textura não cai bem em seu paladar”, disse a mãe. Ela procurou repetidamente por nutricionistas e médicos, mas ninguém conseguiu convencer Jake a mudar os hábitos alimentares.

“Meu marido e eu também não conseguimos. Apesar de nossas palavras às vezes duras, ele ficou com seu menu unilateral e agora com risco de vida”, disse Angie.

A mãe sempre dava frutas e legumes para o filho levar para a escola.

“Ele aceitou e prometeu que iria comer tudo. Acreditávamos nele, em sua palavra. No entanto, ele secretamente jogava fora e preferia alimentos não saudáveis da cantina”, disse a mãe.

Há 5 anos, surgiram os primeiros sintomas em Jake, o chamado neuropatia óptica nutricional ou danos nos nervos. No entanto, injeções de vitamina para tratar a deficiência de substância não foram benéficas. Quando Jake completou 17 anos, os médicos o diagnosticaram como praticamente cego e surdo.

“Agora, nosso filho está 100% cego e surdo também”, disse a mãe.

Neuropatia óptica nutricional
A condição é causada por uma disfunção do nervo óptico causada pela falta de certos nutrientes. É comumente encontrado em pessoas com deficiência de ácido fólico e vitamina B associadas a maus hábitos alimentares ou alcoólatras crônicos.

A doença causa uma diminuição indolor da visão, mas se detectada precocemente, pode ser tratada com suplementos alimentares para repor os nutrientes ausentes. No entanto, se não tratada ou não imediatamente ligada à nutrição, pode levar à atrofia do nervo óptico – danos ao aglomerado de nervos que transportam informações visuais para o cérebro.

Apelo
Angie fez um apelo a todos os pais de crianças pequenas para que continuem a prestar uma atenção especial ao comportamento alimentar de seus filhos.

“Nosso Jake parecia normal à primeira vista, mas por baixo de sua pele acabou sendo um assassino que destruiu seu corpo jovem. Os médicos do hospital oftalmológico de Bristol, onde Jake está sob controle, dizem que não podem mais fazer nada por ele. É assim, dizem os médicos. – Seu filho foi prejudicado por sua dieta extrema -, nos disseram”, afirmou Angie à imprensa britânica.

Culpa e mais consequências
Os pais de Jake não se sentem completamente culpados, porque fizeram “realmente tudo” para fazer o filho comer normalmente.

“Está tudo na cabeça dele, porque nossos outros dois filhos comem quase tudo e são muito saudáveis”. Quando percebi que estava regredindo, já era tarde demais”, disse Angie.

O adolescente ainda se lembra de quando as coisas começaram a “dar errado”.

“Comecei a ficar terrivelmente cansado, mas nunca percebi que isso era causado pela falta de certas substâncias”, disse Jake. Jake abandonou a escola e, na verdade, está apenas em seu quarto em casa. Segundo seus pais, ele come mais saudável do que nunca.

“Eu me tornei muito isolado. Quando eu era criança, jogava futebol com meus amigos. Agora, estou com muito medo de fazer isso”, disse Jake.

Condição
A revista médica internacional Annals of Internal Medicine descreveu a condição de Jake.

“O adolescente é chamado de “um exemplo excepcional” de como as coisas podem dar errado em crianças que comem mal. Os sintomas de Jake geralmente ocorrem apenas em crianças do terceiro mundo e, além disso, em fumantes crônicos, alcoólatras e usuários de drogas”, diz a publicação.

Dieta balanceada
O problema de Jake mostra a importância de se alimentar com uma dieta rica e equilibrada, com variedades de carnes, legumes, frutas e verduras. O paciente levou sua alimentação muito ao extremo e agora teve a perda permanente da visão e algumas deficiências auditivas.

“Jake é uma prova viva de quão importante é comer uma dieta balanceada”, conclui a revista.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites