Redes Sociais

Mundo

Presidente da Polônia, Andrzej Duda, compara ideologia LGBT à doutrinação comunista soviética

“A geração de meus pais não lutou para que uma nova ideologia ainda mais destrutiva aparecesse”

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: © REUTERS

O presidente da Polônia, Andrzej Duda, comparou a ideologia LGBT à doutrinação comunista soviética, em um discurso de campanha neste sábado (13).

Conservador, Andrzej Duda é um aliado do Partido Nacional da Lei e Justiça (PiS), que rejeita a doutrinação LGBT, que tenta minar os valores tradicionais da Polônia.

Na quarta-feira (10), Duda apresentou um “Cartão da Família” de propostas eleitorais, incluindo um voto de não permitir que duplas gays se casem ou adotem crianças, e de proibir a doutrinação LGBT nas escolas.

“A geração de meus pais durante quarenta anos lutou para eliminar a ideologia comunista das escolas, para que não pudesse ser forçada às crianças. Portanto, jovens, crianças, soldados e organizações de jovens não puderam ser doutrinados”, disse Duda em um comício na cidade de Brzeg, no sudoeste do país.

“Eles não lutaram por isso para que uma nova ideologia, ainda mais destrutiva, aparecesse”, completou Duda.

A Polônia é um antigo Estado satélite da União Soviética e foi o primeiro país a abandonar o comunismo na região, em 1989.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites