Redes Sociais

Mundo

Parler supera censura e anuncia volta à internet com tecnologia independente

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução

Após passar mais de um mês fora do ar, a rede social Parler anunciou nesta última segunda-feira (15) que retomará as atividades. A plataforma foi banida da Apple, da Google e da Amazon após ser acusada de não tomar providências contra publicações que incitavam violência.

Conhecido por ser um espaço “sem censura” e com vários adeptos da direita, o Parler anunciou que será comandado por Mark Meckler, que substituirá interinamente John Matze, demitido pelo conselho no início do mês. A empresa diz ainda que sua nova tecnologia não será mais dependente das big techs.

De acordo com a plataforma, os perfis antigos serão restabelecidos nesta semana. A criação de novas contas será permitida a partir da semana que vem.

“Quando o Parler foi retirado do ar em janeiro por aqueles que desejam silenciar dezenas de milhões de americanos, nossa equipe se reuniu, determinada a manter nossa promessa à nossa comunidade altamente engajada de que voltaríamos mais fortes do que nunca”, afirmou Meckler ao jornal norte-americano The Hill.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]