Redes Sociais

Mundo

Palestinos assumem controle do maior bloco de nações na ONU

Corina Furtado

Publicado

em

Palestinos assumem controle do maior bloco de nações na ONU 20

Imagem: Abbas Momani | AFP

O presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas assumiu a presidência do maior bloco de países das Nações Unidas em nome do “Estado da Palestina” na terça-feira 15/01, em Nova York. Os palestinos vão servir como líder do bloco, conhecido como o Grupo dos 77, para o próximo ano. Se dirigindo ao bloco, presidente Mahmoud se pronunciou.

o prazer de assumir hoje a presidência do Grupo dos 77 em nome do povo palestino e do Estado da Palestina. É uma grande responsabilidade que o Estado da Palestina suportará com total humildade, sinceridade e dedicação”.

O Grupo dos 77 é composto por 134 países em desenvolvimento que freqüentemente trabalham juntos na Assembléia Geral da ONU. O corpo foi originalmente fundado em 1964 com 77 países, incluindo Egito, Arábia Saudita, Brasil, Tailândia e Índia. Com o passar dos anos, incluiu países como a África do Sul, Catar, Cuba, Bósnia e Herzegovina, Singapura e Angola, e atualmente representa cerca de 80% da população mundial.

Em outubro de 2018, a Assembléia Geral votou por esmagadora maioria a concessão temporária de direitos e privilégios à Palestina, dentre eles liderar do Grupo dos 77. Enquanto servir como líder do grupo dos 77, a Palestina poderá submeter propostas e propor emendas, fazer declarações e levantar moções de procedimento. Em outubro, tanto Israel quanto os Estados Unidos expressaram forte oposição à concessão de direitos extras aos palestinos na ONU. Abbas disse ao Grupo dos 77 na terça-feira 15 que Israel está impedindo o desenvolvimento no Oriente Médio, e pediu o estabelecimento de um Estado palestino independente. Durante o encontro, Abbas disse que

A continuação da colonização e ocupação do Estado da Palestina por Israel mina nosso desenvolvimento e nossa capacidade de cooperação, coordenação e obstrui o coeso desenvolvimento futuro de todos os povos da região.”

Abbas afirmou ainda sobre os palestinos que eles

estão comprometidos com o direito internacional, a legitimidade e a resolução pacífica do conflito [israelense-palestino]“.

No final de Dezembro, o presidente da Autoridade Palestina disse que a liderança palestina baseada em Ramallah está preparada para reentrar no processo de paz com Israel com base no direito internacional e nas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e da Assembléia Geral.

“Terrorismo é terrorismo. Todos nós devemos condená-lo”, disse Abbas.

Um número de outros funcionários palestinos festejaram a Palestina assumindo a presidência do Grupo dos 77. Saeb Erekat, secretário-geral do Comitê Executivo da Organização de Libertação da Palestina foi um deles.

Hoje, ao presidente Mahmoud Abbas foi entregue a presidência anual do G77. Um passo histórico para a Palestina que foi feito pelos sacrifícios de nosso povo e sua longa luta pela liberdade. Tal reconhecimento significa o reconhecimento da comunidade internacional do estado palestino e nosso direito à autodeterminação. Apesar da realidade sob a ocupação militar de Israel, a Palestina pode desempenhar um papel significativo dentro do sistema global“, disse Saeb Erekat.

Com informações, Times of Israel

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professora de Inglês, pesquisadora na área de Linguística Aplicada e bacharel em Direito. Nordestina, conservadora e apaixonada por política.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites