Redes Sociais

Mundo

Odebrecht pagou R$ 630 milhões em propina a políticos na Venezuela

A empreiteira também financiou a campanha do ditador Nicolás Maduro em 2013.

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

AFP

A empreiteira Odebrecht desembolsou mais de R$ 630 milhões (173 milhões de dólares) em propinas e aportes ilegais para campanhas venezuelanas durante oito anos, registra o Estadão.

“Apenas para a campanha presidencial de Nicolás Maduro, mais de 110 milhões de reais (30 milhões de dólares) foram destinados pela construtora. Em troca, a empresa brasileira foi favorecida em mais de uma dezena de contratos públicos entre 2006 e 2014.

As informações fazem parte da investigação conduzida pela Procuradoria da Venezuela, quando o organismo ainda estava sob comando de Luisa Ortega Díaz (…). O conjunto de documentos aponta a transferência de 29.331.107 de dólares por meio de 13 pagamentos, realizados entre 23 de setembro 2013 e 27 de maio de 2014.

O período é posterior à eleição, realizada em abril de 2013. Parte do dinheiro, 9,93 milhões de dólares, foi transferida a partir do Bank Meinl, no qual a Odebrecht mantinha contas que utilizava para fazer pagamentos não contabilizados. Uma dessas contas era da Cresswell Overseas, uma offshore vinculada à Odebrecht.”

Estudante de Letras, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho. Brasil acima de tudo!

Publicidade
2 Comentários

2 Comments

  1. Ronaldo Rosario

    07.02.2019 at 19:04

    Sinceramente, eu não sei como tem gente que defende e vota em candidatos como esses da esquerda! Eles são insanos, será que vocês não percebem? Temos que orar muito pela população universitária, pois ela está encarcerada na ilusão.

  2. DSX MOTO

    07.02.2019 at 17:14

    Aí me diz? Que aprendeu com quem? Maduro com Lula ou Lula com Maduro….

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites