Redes Sociais

Mundo

Erupção vulcânica em local turístico na Nova Zelândia deixa mortos, feridos e desaparecidos

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Michael Schade/Twitter

Pelo menos cinco pessoas morreram em uma erupção vulcânica em White Island (Ilha Branca) na Nova Zelândia. De acordo com a polícia local, é possível que haja mais mortos. Foram retiradas da ilha 23 pessoas, incluindo as cinco vítimas; 18 ficaram feridas. Não se sabe quantas pessoas ainda estão desaparecidas. O número total de pessoas na ilha era inferior a 50.

Segundo o chefe de polícia John Tims, responsável pela operação de resgate, no momento, é muito perigoso subir o vulcão. A ilha está coberta de cinzas e material vulcânico. Ele disse que ainda não houve nenhum contato com aqueles que ficaram na ilha.

“Assim que possível, regressaremos o mais rapidamente possível”, disse o chefe de polícia.

Ainda não é possível dizer se há brasileiros envolvidos na erupção vulcânica na Nova Zelândia. Neste momento, não existe informação específica disponível.

Turistas

A White Island é uma ilha que está localizada a cerca de 50 km a nordeste da Ilha do Norte. A ilha em si é desabitada, mas e;a recebe frequentemente excursões turísticas. O vulcão entrou em erupção hoje pela primeira vez desde 2001.

Barcos turísticos da White Island Tours estavam  perto da ilha no momento da erupção.

“A minha família e eu tínhamos saído 20 minutos antes, estávamos à espera no nosso barco, prestes a partir quando vimos a erupção”, descreveu o turista Michael Schade no Twitter.

De acordo com o New Zealand Herald, havia pessoas na ilha pouco antes da erupção, por volta das 14:00 horas (horário local). Imagens de uma câmera apontada para a cratera mostram que as pessoas estavam caminhando ali, pouco antes da erupção do vulcão. Um dos guias que trabalham na ilha escreveu no Facebook que deixou o vulcão quando ele entrou em erupção. Ele disse que colegas de outra companhia turística ainda estavam na ilha.

“Espero que estejam bem”, disse o guia.

Entre os feridos estão os passageiros do navio de cruzeiro Ovation of the Seas, que foi atracado no porto vizinho de Tauranga. Os passageiros visitavam a White Island no momento da erupção.

De acordo com a Primeira-Ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, na momento da erupção haveria cerca de 100 pessoas na ilha ou à volta dela. Esse número foi posteriormente ajustado pela polícia para 50.

“Os nossos pensamentos estão com as vítimas”, disse Ardern numa conferência de imprensa.

A Primeira-Ministra viajará para a área mais tarde. As vítimas que foram resgatadas estão sendo tratadas nas proximidades de Whakatane, no continente. Algumas estavam cobertas de cinzas. De acordo com o instituto de investigação GNS, o vulcão cuspiu as cinzas no ar a uma distância de cerca de 3,5 quilômetros.

White Island
O vulcão é constantemente monitorado por cientistas, que observaram um aumento da atividade subterrânea nas últimas semanas. Como resultado, o nível de alerta vulcânico foi recentemente aumentado para o nível dois. Após a erupção de hoje, o nível de ameaça foi aumentado para o nível quatro.

O nome Maori para White Island é “Whakaari”. Ele é o vulcão mais ativo da Nova Zelândia e tem um status protegido. 70 % do vulcão está debaixo das águas do mar. Por causa de sua atividade vulcânica, como fumaça e piscinas de lama fervente, a ilha é popular entre os turistas aventureiros.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Parceiros

alan correa criação de sites