Redes Sociais

Mundo

“Não aceitamos ameaças”

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou as redes sociais para rebater as declarações candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden.

O democrata acusou o Brasil de desmatar a Amazônia e disse que aplicaria sanções se fosse o novo presidente dos EUA.

Eduardo exigiu respeito e disse que Biden deveria colocar as pautas internas como prioridade.

Segundo ele, existe uma ‘cobiça’ internacional ao tratar da Amazônia.

“A cobiça de agentes globalistas a respeito da Amazônia nunca sobrepujará os direitos naturais do Brasil. Não aceitamos ameaças, seja de quem elas se originam. Também não venderemos nossa essência, negociando a alma de nosso país. Somos soberanos e exigimos tratamento de acordo”, afirmou.

Em outro post, Eduardo acusou Biden de colocar um preço no Brasil para tratar de seus interesses próprios.

“Joe Biden botou um preço no Brasil: USD 20 bilhões. E se não aceitarmos empurrará sanções goela abaixo. Brasil é o maior país da América Latina. Imagine os demais países latinos?”, completou.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.