Redes Sociais

Mundo

“Lei da palmada” pode ser aprovada por Senado francês

Publicado

em

Imagem: Reprodução

Foi feita hoje (06) no Senado francês, uma primeira leitura do projeto de lei pela “luta contra a violência educacional ordinária”: “Podemos criar filhos sem os atingir ou humilhar”, essa era a mensagem central.

O texto foi publicado pelo ex-ministro socialista das famílias Laurence Rossignol, emendado pela comissão das Leis, e afirma que “a autoridade parental é exercida sem violência física ou psicológica”.

Segundo a Fondation pour l’Enfance, 85% dos pais franceses recorrem à chamada “violência educacional”. “Não podemos combater a violência na sociedade enquanto a toleramos na família”, disse Laurence Rossignol.

“Esta não é uma disposição criminal”, disse o presidente do Comitê de Legislação, Philippe Bas (LR). “Este é um lembrete de um princípio que todos os pais devem comprometer-se a respeitar”.

O projeto promete polêmicas, já que grande parte da população usa do método da “palmada” para educar e corrigir. Seria esse projeto papel do Estado? Até onde o Estado deveria intervir nos costumes familiares e na educação? 

Cristão, conservador — o termo usado por idiotas é extrema direita: pró-vida, pró-família, pró-armas —, pedagogo, escritor e poeta. Vivo de poesia pra não morrer de razão. — www.andersonsandes.net

Publicidade
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites