Redes Sociais

Israel

Indignação nas redes sociais após Siri da Apple chamar Israel de ‘Estado de ocupação sionista’

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

Os usuários da Apple ficaram chocados quando uma simples pergunta sobre Israel levou a alegações de antissemitismo. A história se tornou viral nas redes sociais no sábado (18), após um usuário do iPhone perguntar à Siri, assistente de voz interna do iPhone: “Quem é o presidente de Israel?”

Siri abriu a página de Reuven Rivlin na Wikipedia e disse que ele é “o presidente do Estado de ocupação sionista”.

Foto: Twitter.

“Apple hackeada! Quando perguntado quem é o Presidente de Israel, Siri responde: ‘Reuven Rivlin é o Presidente do Estado de Ocupação Sionista'”, escreveu o site StopAntisemitism.org no Twitter.

Quando outros usuários fizeram a mesma pergunta, Siri respondeu com a mesma resposta.

“Olá pessoal, pergunte à SIRI quem é o presidente da Israel”, escreveu Mayer Fertig no Twitter.

“Aqui está um vídeo meu perguntando à Siri quem é o presidente da minha terra natal, Israel. Uau, simplesmente uau, Apple!”, diz Michelle Sindyukov.

Os usuários do Twitter notificaram a gigante da tecnologia nas mídias sociais e instaram a empresa a mudar a resposta da Siri imediatamente.

“Fiquei sinceramente chocada porque a resposta da Siri é muito ofensiva, então senti que tinha que compartilhar com outras pessoas e marcar a Apple, para que eles corrigissem o erro”, disse Michelle Sindyukov ao Business Insider.

Desde então, a Apple corrigiu o erro e Siri agora responde com “Israel” em vez de “Estado de ocupação sionista”.

Muitos usuários do iPhone apontaram que a Apple não tem culpa da resposta da Siri. Em vez disso, eles culpam a Wikipedia, que aparentemente foi invadida por alguém com sentimentos anti-Israel.

A Siri obtém grande parte de suas informações da Wikipedia. Quando questionada sobre qualquer figura pública, sua resposta é retirada literalmente da página da Wikipedia dessa pessoa.

O site de notícias Ynet relatou que um usuário anônimo chamado “O Homem Árabe” vandalizou a página de Rivlin na Wikipedia e a mudou para dizer que era “presidente do Estado de ocupação sionista”.

“A Siri já fez isso antes em outros casos divulgados. Ela se baseia em informações da Wikipedia em cache, de modo que algum vandalismo passa despercebido. A Apple se desculpará, corrigirá e prometeu investigar isso”, disse um usuário do Twitter.

A “wikidata” disponível para os editores da Wikipedia mostra que “O Homem Árabe” editou a página de Rivlin por volta das 11:00 no sábado (18). O Daily Wire informou que a Wikipedia reverteu as edições do usuário e removeu todo o vandalismo da página de Rivlin.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites