Redes Sociais

Mundo

Ilhas Bermudas extinguiu por lei o casamento gay

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Imagem: Reprodução

A nova lei aprovada nas Ilhas Bermudas, põe fim ao casamento homoafetivo, estabelecendo uma nova configuração a esse tipo de união.

A nova legislação afirma que o casamento é apenas entre um homem e uma mulher, e cria a parceria ou união doméstica, que garante uma série de direitos legais a casais do mesmo sexo. Essa decisão, não tem efeito retroativo àqueles que se casaram neste ano, nas Ilhas Bermudas, mas acaba com uma norma que permitiu, em maio deste ano, que dois homens se casassem sob o Registro Geral da capital das Bermudas. Eles se tornaram o primeiro casal homoafetivo a fazer uma união oficial no arquipélago.

Segundo Walton Brown, ministro de Assuntos Internos das Bermudas, a nova lei é benéfica ao oferecer aos casais do mesmo sexo uma quantidade grande de direitos legais, apesar de colocar fim aos casamentos oficiais. Movimentos LGBT locais têm chamado a decisão de retrógrada, ao que o Partido Laboral Progressista (PLP), que está no poder já há alguns anos, responde que não, já que agora os casais de mesmo sexo têm mais direitos garantidos.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites