Redes Sociais

Mundo

Homem é espancado violentamente por 15 jovens por usar o popular boné de Trump ‘MAGA’ em Nova York

Nos últimos meses, em várias cidades, a polícia americana tem registrado diversas agressões contra apoiadores do atual presidente dos EUA.

Thaís Garcia

Publicado

em

Homem é espancado violentamente por 15 jovens por usar o popular boné de Trump 'MAGA' em Nova York 16
MANDEL NGAN | GETTY IMAGES

Um dono de galeria de artes de Manhattan alega ter sido espancado violentamente por 15 jovens gritando “F*** Trump!”, enquanto caminhava por uma rua em Chinatown, Nova York, usando um boné de beisebol escrito “Make America Great Again” (Torne a América Grande Novamente).

Nesta segunda-feira (29), após comprar o popular boné vermelho dentro da Trump Tower, Jahangir Turan (42) sofreu uma terrível lesão no olho esquerdo, quando foi atacado pelo grupo na rua Canal St., perto da Broadway, por volta das 19:30h. O jornal Daily News informou que Turan sofreu uma fratura no assoalho orbital de um osso do olho esquerdo, ao bater contra um pedaço do andaime na calçada.

“Eles me bateram por usar o boné. Eles estavam dizendo: ‘Por que você está usando isso?’ Uma garota tirou o boné da minha cabeça e eu tentei segurá-lo. Então, eles vieram atrás de mim. Um cara me agarrou por trás e bateu minha cabeça contra um poste de metal”, disse Turan ao Daily News.

Turan disse que comprou o boné em uma ‘compra por impulso’ no prédio do Presidente Trump (Trump Tower), na Quinta Avenida, pouco tempo antes do ataque. O local era próximo de sua galeria de artes, a David Parker, na rua W. 57th St. – onde estão disponíveis obras de Andy Warhol e Salvador Dalí.

Ele estava indo jantar com um amigo, quando foi alvo do ataque violento por usar o boné Pro-Trump.

A polícia chegou ao local, mas não efetuou prisões, em parte porque a vítima não pôde dar aos policiais uma descrição de seus agressores.

“Sabe de uma coisa? Aconteceu rápido demais. Eu não tive tempo para pensar. Os policiais perguntaram: ‘Você pode identificá-los?’ E eu não consegui”, disse Turan ao Daily News.

Nesta quinta-feira (1), uma autoridade policial confirmou ao Daily News que o departamento está investigando ativamente o caso de Turan e disse que suas declarações foram consistentes com as da polícia e não têm motivos para duvidar de sua história.

No entanto, duas fontes policiais disseram que havia certo ceticismo sobre o suposto ataque da gangue, e disseram que poderia ter sido apenas uma briga entre ele e uma outra pessoa.

Turan, que recusou atendimento médico no local, foi posteriormente diagnosticado com a fratura óssea. Ele está irritado, pois, após três dias do violento ataque, a polícia ainda não encontrou os suspeitos.

“Claro que estou [com raiva]. Fiquei com raiva depois da terça e da quarta-feira, quando não os [policiais] vi fazendo nada. Dois dias sem prisões. Eu acho que alguns desses policiais são anti-Trump. Por que você acha que eu fui à mídia?”, disse Turan indignado.

Turan, que apoia o presidente Donald Trump, disse ao Daily News: “Quero dizer, escute, ele está fazendo um bom trabalho. Minha opinião.”

Assista ao vídeo (em inglês) com o depoimento de Turan à abc7NY.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites