Redes Sociais

Holanda

Governo da Holanda decide que infectados com covid-19 podem ser levados ao isolamento forçado no norte do país

Thaís Garcia

Publicado

em

by Sebastiaan ter Burg is licensed under CC BY 2.0

Após a decisão da Alemanha em manter em campos de detenção cidadãos pegos desobedecendo as medidas restritivas de covid-19, agora o governo holandês decidiu que infectados com o vírus chinês, que não cooperarem voluntariamente com o isolamento, poderão ser levados ao isolamento forçado no norte do país.

A decisão foi comunicada pelo ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge, e foi publicada no Diário do Governo.

“Devido ao surto de Covid-19, é necessário designar um hospital onde possam ser isolados pacientes que estejam (presumivelmente) infectados com esta doença infecciosa e que não cooperem voluntariamente com o isolamento”, diz a publicação da decisão.

O hospital designado está localizado ao norte do país, em Groningen, de acordo com o texto.

“Após consulta com o Centro Médico Universitário de Groningen [UMCG], este hospital está preparado para receber alguns pacientes que, de acordo com as recomendações do GGD e RIVM [órgãos estatais de Saúde], não podem permanecer isolados em casa”.

Segundo De Jonge, a decisão pelo isolamento forçando de infectados pela covid-19 que não cooperarem voluntariamente será tomada pelo presidente de cada “região de segurança de saúde” estipulada no país. A Holanda foi dividida em 25 zonas de segurança e o presidente costuma ser o prefeito de uma das maiores cidades dessa região.

Leia também: Cidadãos da Alemanha que violarem medidas restritivas de covid-19 serão mantidos em campos de detenção, segundo jornal